LIVROS GRÁTIS EM PDF - Pesquise Aqui

Carregando...

A História Secreta dos Jesuítas, ebook grátis

A HISTÓRIA SECRETA DOS JESUÍTAS
Edmond Paris

    
Ebook Grátis

      Os dados contidos neste livro são factuais e amplamente documentados, encontrando-se à disposição para consulta de todos os cristãos, ao redor do mundo, que crêem na Bíblia, a qual declara:
     "O meu povo está sendo destruído porque lhe falta o conhecimento". Oséias 4.6
     Os homens mais perigosos são aqueles que aparentam muita religiosidade, especialmente quando estão organizados e detêm posições de autoridade, contando com o profundo respeito do povo, o qual ignora seu sórdido jogo pelo poder nos bastidores.

     Esses homens chamados "religiosos", que fingem amar a Deus, recorrerão ao assassinato, incitarão revoluções e guerras, se necessário, em apoio à sua causa. São políticos ardilosos, inteligentes, gentis e de aparência religiosa, vivendo em um obscuro mundo de segredos, intrigas e santidade mentirosa.
     Esse padrão humano, observado em A História Secreta dos Jesuítas, espiritualmente falando,pode ser verificado entre os escribas, fariseus e saduceus do tempo de Jesus Cristo.
     Os "pastores primitivos" observavam muito do antigo sistema babilônico, além da Teologia judaica e da Filosofia grega. Todos eles perverteram a maior parte dos ensinamentos de Cristo e de Seus apóstolos, construindo as bases para a máquina do catolicismo romano, que estava por vir. Piamente, atacaram, perverteram, acrescentaram e suprimiram da Bíblia.
     Esse espírito religioso anticristão, trabalhando através deles, pôde ser visto novamente quando Ignácio de Loyola criou os jesuítas para, secretamente, atingir dois grandes objetivos da instituição católica romana:
1) Poder político universal
2) Uma igreja universal, no cumprimento das profecias de Apocalipse 6.13-17 e 18.
     No momento em que Ignácio de Loyola apareceu em cena, a Reforma Protestante tinha danificado seriamente o sistema católico romano. Ele chegou à conclusão que a única possibilidade de sobrevivência para a sua "igreja" seria através do reforço dos cânones. Isso aconteceria não pelo simples aniquilamento das pessoas, conforme os frades dominicanos se incumbiam de fazer através da Inquisição, mas pela infiltração e penetração em todos os setores da sociedade. "O protestantismo deve ser conquistado e usado para o benefício dos papas", era a proposta pessoal de Ignácio de Loyola ao papa Paulo III.
     Os jesuítas começaram a trabalhar imediatamente, infiltrando-se em todos os grupos protestantes, incluindo-se aí suas famílias, locais de trabalho, hospitais, escolas, colégios e demais instituições. Atualmente, têm sua missão praticamente concluída.
     A Bíblia coloca o poder de uma igreja local nas mãos de um pastor de Deus. Os astutos jesuítas, no entanto, conseguiram com sucesso tirar aquele poder das denominações evangélicas ao longo do tempo, tendo conseguido agora lançar quase todas as denominações protestantes nos braços do Vaticano. Isso foi exatamente o que Ignácio de Loyola se propôs a atingir: uma igreja universal e o fim do protestantismo.
     Na medida em que o leitor for se aprofundando na leitura do livro A História Secreta dos Jesuítas, perceberá a existência de um] paralelo entre os setores religioso e político.
     O autor, Edmond Paris, revela a infiltração dos jesuítas nos governos e nações do mundo, para manipulação do curso da História, erguendo ditaduras, enfraquecendo democracias, abrindo caminho para a anarquia social, política, moral, militar, educacional e religiosa.